Os Três Macacos Sábios - Simbologia


Coisa de colecionador! Conheça a história por trás desta imagem e suas raízes orientais. Bônus: 63 imagens incríveis e super criativas para você usar nas suas postagens de terror, anarquia e de crítica à sociedade!

A imagem traz a legenda de "Hear no evil, See no evil, Speak no evil". Tradução: Não ouvir, ver ou falar maldades. Representando os três macacos sábios, com Michael Myers, Jason Voorhees e Freddy Krueger, a imagem é bastante criativa. Não consegui achar o criador desta imagem, mas sua origem parece ser de um site de vendas de camisetas e outras parafernálias de horror geeks, chamada "Bumble-Puppy". No caso, trata-se de um poster de 30,5cm x 45,7cm (12" x 18"), no valor de US$10 (10 dólares americanos).

Aqui na minha cidade tem uma loja, de origem koreana, chamada Don Quijote, onde de vez em quando, aparecem pôsteres interessantes, mas nunca vi um desta qualidade. Com certeza, eu tiraria o dinheiro do pão para comprar! Haha..

Para quem não conhece a origem deste ditado ou as raízes da ideia que compuseram esta imagem, aqui vai um breve resumo:

Os Três Macacos Sábios é o nome de uma escultura que ilustra a porta do Estábulo Sagrado, um templo do século XVII, localizado no Santuário Toshogu, na cidade de Nikkõ, no Japão. Em japonês, o nome da obra se pronuncia assim: "Sanzaru/san'en" (3 Macacos/3 Proibições) ou "Sanbiki no Saru" (3 Macacos).

Sua origem é baseada em um provérbio japonês:
"Mizaru Kikazaru Iwazaru", que literalmente significa
Miru=olhar, Kiku=ouvir, Iu=falar e Zaru=negar. É uma forma de lembrar que, se os homens não olhassem, não ouvissem e não falassem o mal alheio, teríamos comunidades pacíficas e harmoniosas.


Acima você vê uma foto dos Três Macacos Sábios do Templo, em que, respectivamente estão, da esquerda para a direita, Kikazaru (o que tapa os ouvidos), Iwazaru (o que tapa a boca) e Mizaru (o que cobre os olhos).

Uma coisa curiosa é que, para além de seu significado original, no Ocidente, a frase é muitas vezes usada para se referir àquelas pessoas que fazem vista grossa às coisas erradas ou injustiças, comumente associada à Política e ao Sistema Judicial, muitas vezes falhos. Também pode remeter à indiferença de cada pessoa ao que se passa ao seu redor, fingindo que não vê e não ouve e que, portanto, não tem nada a falar, muito menos fazer. Me fez lembrar de um jargão muito utilizado no Brasil: "Eu sou cego, surdo e mudo", quando você não quer se envolver em alguma confusão.

Diz o folclore japonês que esta imagem dos macacos foi trazida por um monge budista chinês, no século XVIII, mas não há comprovação dessa suposição.

A filosofia por trás do simbolismo dos macacos vem de uma lenda Tendai-budista, onde os gestos dos três macacos representam a divindade de seis braços Vajrakilaya, onde o principal ensinamento é não ouvir, ver ou falar mal, pois dessa forma, nós mesmos seremos poupados do mal. Há festivais importantes, como alguns que ocorrem toda vez que chega o ano do macaco (a cada 12 anos) e um festival especial é comemorado todos os anos, o Festival de Koshin.

Koshin Pergaminho
O festival Koshin é conhecido como Dia do Macaco. Fala sobre uma divindade chamada Koshin que tinha três macacos como mensageiros. Em algumas versões, os três macacos estão representados como três vermes que vivem dentro de nós mesmos, que registram tudo de bom e de mau que fazemos. No 60° dia do calendário, enquanto as pessoas dormem, os três vermes saem e vão até o deus Koshin, que julgará e punirá a pessoa conforme o que foi relatado pelos três vermes. Para evitar um possível castigo, portanto, é preciso ficar acordado para evitar que os vermes saiam de dentro das pessoas e relatem os maus feitos à Koshin. Por causa dessa lenda de origem no taoismo chinês, antigamente famílias e amigos se reuniam para ficar em vigília durante a noite inteirinha, que durava desde o início da noite da véspera do Festival Koshin até o amanhecer no outro dia, onde passavam o tempo bebendo, comendo e conversando para se manterem acordados.

Agora, veja algumas imagens interessantes que eu encontrei:

Poster da 2ª Guerra Mundial direcionado aos participantes do Projeto Manhattan
Arte na areia de uma praia em Barcelona
Benilda Resort nas Filipinas
Fotografia antiga de Geishas no Japão
Geishas, Japão
Cartão postal antigo do Japão (1920)
Fotografia Antiga do Japão










GTA 5





























E então, o que acharam desta pequena coleção? Se você procurar, vai encontrar muito mais por aí, na internet, mas estas foram as que eu achei mais interessantes. Algumas delas poderiam ser até boas ideias para uma possível tatuagem, uma estampa de camiseta, quadro ou escultura. Até a próxima!